© 2020 DEOLINDA AGUIAR

    Estruturantes (2013)

     

    Estruturantes (2013), é o título da série de roupas objetos de Deolinda Aguiar. Transformadas em composições instáveis ao serem desfeitas, perdem seu ar firme e robusto e desfilam como materiais mendigos destituídos de seu valor social e não mais usáveis. Desestruturar, desconstruir um objeto qualquer ou uma roupa são procedimentos utilizados pela artista para revelar estruturas internas tanto pessoais como sociais. Desfazer um vestido de noiva, uma camisa de homem, ou outra vestimenta, retira sua função original de ao deslocar um objeto cotidiano do seu contexto para uma galeria ou ateliê de artista, faz-se um deslizamento semântico. Deolinda dialoga com a arquitetura do espaço utilizando materiais estruturais deslocados de seu contexto para refletir as estruturas de poder, as relações de tensão e acomodação, limite, deslocamento, memória, apagamento, fragilidade, silêncio. Tais procedimentos permitem trazer a tona, também, o paradoxo, onde o solido e o frágil parecem habitar o mesmo espaço, apontando para uma outra percepção do real, diferente da instituída. Expondo que praticas do dia a dia alienantes podem ser mudadas em seus conceitos estruturantes.